top of page

TEM DE HAVER UMA OUTRA MANEIRA

Atualizado: há 5 dias

Como diz uma frase do Um curso em Milagres, o milagre, a cura, que tanto buscamos em diversos aspectos de nossa vida é apenas uma mudança de percepção.








E há uma outra maneira de se relacionar com tudo à nossa volta. Viemos aqui para reconhecer isto.


E hoje quero escrever sobre o controle. Passamos boa parte das nossas vidas tentando controlar as coisas. Como tudo precisa sair, desde os mínimos detalhes. Como o nosso dia, a nossa semana, assim como a nossa vida deveria discorrer por se. Só que está uma das grandes ilusões que temos: não temos esse controle, e neste esforço incessante de fazer as coisas saírem do nosso jeito, geramos sofrimento imenso a nós mesmos.


Medo. São tantos. Ouço tantas histórias, o dia inteiro, histórias tão diferentes, mas o medo sempre está lá. São muitos os medos e se apresentam das mais diferentes formas. E é este medo visceral que é o responsável de querermos controlar tanto o que pode acontecer com a gente. De querer prever o futuro, de saber tudo o que vai se passar. Todavia, no fim o fato é: não queremos sofrer.


Pausa para contemplarmos que de fato só não queremos sofrer, e evitamos isto a todo custo. Portanto, há sempre uma intenção positiva por detrás de cada comportamento de controle nosso, é normalmente o que está por detrás e que só queremos nos sentir bem. 

Queremos nos sentir seguros quando:


Estamos querendo que o outro mude;

Estamos tentando prever o nosso futuro;

Estamos forçando algo a acontecer;

Estamos tentando ter garantias de algo; 

Estamos todos querendo nos sentir seguros.



Porém, o convite aqui hoje é algo diferente. É trazer uma lição do um Curso em Milagres que diz que: "Não há nada há temer". O ego acredita no medo, mas há outra maneira de se relacionar com isto. E há outra maneira é relembrar que precisamos estar no descontrole para acessarmos a maior das seguranças possíveis: a segurança em nós mesmos e a segurança na própria vida. 


Não é em momentos de calmaria que aprendemos isto, nestes momentos, desfrutamos. Nos momentos de descontrole e de medo, aprendemos a navegar com eles, sabendo que a vida contempla tudo isto, e principalmente nestes momentos aprendemos a confiar.  Assim como, aprendemos que para vivermos uma vida inteira e completa, precisamos passar por todas essas experiências. E que, principalmente, para sabermos o que de fato é confiar, precisamos nos soltar ao desconhecido.


Estamos amparados, meus queridos.

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page